top of page
  • Foto do escritorPascom

Subsídios sobre o Dízimo

PASTORAL DO DÍZIMO DO REGIONAL NE3 DA CNBB ENCONTROS DE REFLEXÃO Com o Dízimo, somos Igreja que caminha perseverante na comunhão, participação e missão.

Subsídios de reflexão sobre as dimensões do dízimo 1


APRESENTAÇÃO “Espero que todas as comunidades se esforcem por atuar os meios necessários para avançar no caminho duma conversão pastorale missionária, que não pode deixar as coisas como estão. Neste momento não nos serve uma ‘simples administração’. Constituamo-nos em ‘estado permanente de missão...” (Papa Francisco) Tomando este trecho da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium como inspiração, apresentamos esta publicação fruto de uma rica partilha de experiências na Pastoral do Dízimo no Regional Nordeste III, constituindo-se num valioso instrumento para construção e fortalecimento de um itinerário pastoral que apresenta o Dízimo como expressão de uma fé madura e consciente da corresponsabilidade com a missão do anúncio permanente do Evangelho de Jesus Cristo em todos os cantos da Terra. A Igreja, sacramento universal de salvação, anuncia sempre o mesmo Evangelho. Nessa missão, Ela é chamada a acolher, contemplar, discernir e iluminar com a Palavra de Deus a complexa gama de elementos culturais, sociais, políticos e éticos que constituem a realidade à qual é enviada. Só a partir


desse diálogo com a realidade, em constante mutação,ela será capaz de fazer com que o Evangelho chegueaos corações das pessoas, às estruturas sociais e às diversas culturas (CNBB 109, n.41). Nesse sentido, enquanto agentes da pastoral do dízimo somos chamados a refletir sobre o nosso engajamento com a missão da Igreja e o modo como atuamos para que as comunidades se comprometam cada vez mais com a sustentabilidade da ação evangelizadora e o fortalecimento da presença da Igreja de Jesus Cristo no mundo secular. O presente subsídio é composto por roteiros para a realização de pequenos encontros pastorais, que podem ser realizados nas casas (especialmente de idosos e enfermos), como também em grupos de jovens, de homens, ou em reuniõesdos diversos movimentos e pastorais, nos quais a escuta e partilha da Palavra de Deus orienta a reflexão, a troca de experiências e o fortalecimento do Dízimo nas comunidades de fé. Trata-se de um roteiropropositivo, portanto, a criatividade de cada grupo poderá incrementá-lo com sugestões de orações, partilha de depoimentos e músicas. Assim, desejamos fecundos encontros pastorais! Trabalhemos juntos para “que o dízimo se situe no âmbito da fé cristã e que a Pastoral do Dízimo se situe adequadamente na Pastoral de


conjunto em perspectiva de evangelização” (Documento da CNBB 106, n. 5). 19 de Junho de 2023 Grupo de Trabalho da Pastoral do Dízimo Regional Nordeste3 INTRODUÇÃO As Diretrizes Geraisda Ação evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023 nos apresenta uma metáfora para nos orientar da necessidade de se ter uma boa fundação no processo de elaboração e execução da ação evangelizadora. A linguagem usada pelas Diretrizes é a metáfora da Casa, para sugestionar uma Igreja em comunidades familiares acolhedoras, capazes de diálogo, de boa relação, de proximidade entre as pessoas, de ajuda mútua, partilha, bem-querer e compromisso, e com as portas sempre abertas para o duplo movimento de entrada e saída. Esta “Casa” deve estar alicerçada em 4 pilares, que darão a identidade e a dinâmica de Comunidades Eclesiais Missionárias. A saber: Pilarda Palavra (indicando a importância


da animação bíblica); Pilar do Pão (indicando a dimensão orante: liturgia e espiritualidade); Pilar da Caridade(indicando o serviço à vida plena para todos); Pilar da Ação Missionária (indicando o estado permanente de missão). De modo especial, até outubro de 2024, o Papa Francisco conclama e insere a Igreja numa grande experiência sinodal a ser vivenciada por todas as Igrejas particulares, paróquias e comunidades espalhadas pelo mundo. Este momento eclesial da Igreja, bem como a proposta das DGAE’s nos convida a pesarmos coletivamente sobre nosso caminhar juntos na vivência do reino de Deus aqui e agora. Nesse sentido, enquantoPastoral do Dízimotambém nos cabe à pergunta: como estamos caminhando? Estamos em comunhão com a igreja, sendo fiéis a sua missão?Qual o papel do Dízimo na minha relação com o Projeto Salvífico de Jesus Cristo? As celebrações nos inspiram e guiam. A inspiração está em conhecer ou reconhecer o porquê orar, o porquê das celebrações litúrgicas, isso para amar e ser amado por Deus que olha a alma e não as superficialidades. Mas também nos inspiram a servir com alegria na messe do Senhor. A Palavra e


a Eucaristia são vínculos de unidade e fraternidade que nos movem para a ação evangelizadora, para a vivência da caridade e para o estado permanente de missão. Estão na centralidadede nossa caminhadacristã e nos recordam sempre que somos o povo de Deus e não meros profissionais da fé; a Palavra e a Eucaristia nos unem a Cristo que nos fortalece. Como dizimistas e agentes de pastoral que possamos encontrar inspiração nestes ricos momentos de encontro e partilha para que sejamos cada vez mais perseverantes na fé, fiéis a Palavra de Deus e no partir do pão como foram aqueles que nos precederam no seguimento a Jesus Cristo!


ENCONTRO Nº 1: A DIMENSÃO RELIGIOSA DO DÍZIMO

“(...)porque avida deum homem,ainda que ele esteja na abundância, não depende de suas riquezas.” Lc 12, 15 “Ajunta para vós tesourosno céu.” Mt 6, 20 Orientação: Prepare o ambiente com elementos que lembrem a Dimensão Religiosa(velas, incenso, folhetosde cantos, flores,imagens de santos,fotos de Celebrações Eucaristicas e/ou da Palavra e de Adorações, etc), e um cartaz com o nome DIMENSÃO RELIGIOSA DO DÍZIMO. ACOLHIDA Animador: Queridos irmãos e irmãs, na alegria da fé, e chamados a viver nossa vocação, como graça e missão, aqui nosreunimos para refletirmos sobre o dízimo,sinal de nossa conversão e de gratidão a Deus, que generosamente tudo nos oferece. Assim,sejam todos bem vindos ao nosso


primeiro encontro,onde vamos refletirsobre a dimensão religiosa do dízimo, e nos acolhamos cantando: Canto Irmão, que bom que você veio; Foi Jesus quem te chamou; E você aceitou. Que bom, que bom, que bom que você veio (2x) ORAÇÃO INICIAL Animador: Em nome do Pai, e do Filho, e do EspíritoSanto. Todos: Amém Animador: Que bom estarmosaqui, partilhando da alegria e do amor que fazem de nós comunidade, conscientes da nossa missão, enquanto igreja e enquanto batizados. A dimensão religiosa do dízimo expressa a nossa relação com Deus. Assim, contribuimos com o Dízimo, porque somos gratos a Deus, que nos ama e nos oferecetudo o que temos. Todos: Bendito seja Deus, que em seu amor, cuida de nós!


Animador: Bendizendo a Deus por seu amor para conosco e reconhecendo o quanto Ele é generoso, peçamos ao Espírito Santo que nos conduza nesse encontro. Canto ao Espírito(a escolha) Oração Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espíritoe tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.Por Cristo Senhor Nosso. Amém Animador: Ao contribuírmos com o dízimo,reconhecemos a bondade de Deus, que generosamente nos oferece aquilo que temos. Por isso, nosso dízimo é um gesto de gratidão, mas também de compromisso com a comunidade, cuidando para que nada lhe falte. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor do próximo.


Leitor 1: Na Palavra de Deus, muitas são as histórias de homens e mulheres que se colocam a disposição da comunidade, acolhendo a vocação, entregando sua vida a serviço. Ao contemplar o exemplo dessas pessoas, reconhecemos a bondade de Deus, na ação solidária e no comprometimento com a vida da comunidade. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da comunidade. Leitor 2: A dimensão religiosa do dízimo é um gesto de amor e fidelidade ao doador de todosos bens. O que eu tenho e sou é obra de sua bondade. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da humanidade. Animador: O dízimo é o reconhecimento do amor que Deus tem por cada um de nós. Todo amorfaz florescer o desejo de fazer o bem, em gestos concretos, que são capazes de transformar a vida das pessoas e da comunidade. Neste encontro, peçamos ao Senhor que nos conceda um coração sempre grato. Oração: Senhor, nosso Deus, que, na Trindade, vive a comunhão que inspira a caminhada da Igreja, iluminea vida de


nossas comunidades, para que vivamos a fraternidade dos filhos de Deus. Que nossas comunidades sejam lugar de acolhida e que todo batizado sinta-se membro da Igreja, corpo Místico de Cristo. Que todos nós assumamos a nossa missão, colocando os nossos dons a serviço da comunidade, na corresponsabilidade dos discípulos de Jesus, que com amor,fé e compromisso fazem o Reino acontecer. Dai-nos a sensibilidade para acolher, amar e servir a todos, fazendo de nosso dízimo expressão de comunhão, participação e missão. Amém. TEMA DO DIA A DIMENSÃO RELIGIOSA Animador: Deus nos chamou à vida, entregou seu Filho para nossa Salvação, nos deu dons e talentos, e permanece com a sua bondade na nossa história. Deseja que nenhum de nós se perca, e conta conosco para isso. É reconhecendo tudo isso que somos dizimistas, que fazemos a experiência de fé e amor com Deus, através da Igreja.


Leitor 1: Dízimo é primícia, primeira parte. Portanto, para que sejamos fiéis a esta experiência, somos chamados a pensar sempre primeiro na contribuição do dízimo. Leitor 2: Para que produza os frutos necessários à missão, o dízimo possui quatro dimensões: religiosa, eclesial, missionária e caritativa. Essas dimensões direcionam e empregamo nosso dízimo, para que ele não percaa sua essência evangelizadora. Leitor 1: Dimensão religiosa é a relação que o dízimo estabelece entre a criatura e o Criador. É um ato de reconhecimento, de gratidão para com Deus, um gesto de amor e de fidelidade ao doador de todos os bens. Leitor 2: O conceito de bens é bem abrangente. Muitos pensam que quando falamos de dízimo, o estamos reduzindo somente a contribuição financeira. Não sejamos ingratos! É muito o que Deus nos oferece(a vida, o tempo, a inteligência, os talentos...). Leitor 1: Portanto não devemos limitar a nossa contribuição, a nossa participação. Se temos tempo, talento e tesouro, devemos contribuir na totalidade do que podemos, para que o dízimo gere os frutos.


Leitor 2: Na experiencia de ser dizimista, o fiel aprende a usar os bens materiais, o tempo e o talento com liberdade e sem apego, buscando primeiro o Reino de Deus e a sua justiça. TEXTO BÍBLICO: LEITURA E MEDITAÇÃO Canto Meditação da Palavra: Lc 12, 13-21 REFLEXÃO Animador: A palavra de Deus ilumina a nossa caminhada. A leitura do Evangelho nos reafirma que a segurança do homem não está no acúmulo dos bens. Vamos partilhar essa palavra? 1. Quais são as nossasmaiores riquezas? Como as temos usado? 2. Vimos que o dízimo é muito mais do que uma contribuição material. Que também é dízimo colocar os nossos dons e o nosso tempo a serviço do Reino. Você também compreende o dízimo só como contribuição material? 3. Como o dízimo tem nos ajudado a reconhecer Deus como autor de todas as coisas?


Canto: Eu sou dizimista 1. Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão. Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos. Ref.: Eu sou dizimista, eu sou! Vou ser dizimista, eu vou! Vamos partilhar o que Deus nos dá,todo o nosso amor! 2. Oh! Que maravilha, festa da partilha, sem obrigação! Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão. 3. Os irmãos carentes, pobres e doentes se alegrarão quando a nossa oferta/for de mão aberta, for de coração. O QUE A IGREJADIZ SOBRE O DÍZIMO “A primeira dimensão do dízimo é, portanto, a religiosa: tem a ver com a relação do cristão com Deus. Contribuindo com parte de seus bens, o fiel cultiva e a aprofunda sua relação com aquele de quem provém tudo o que ele é e tudo o que ele tem, e expressa, na gratidão, sua fé e sua conversão. Essa dimensão, tratando da relação com Deus, insere o dízimo no âmbito da espiritualidade cristã. A partir da relação com Deus,


a relaçãocom os bens materiais e com o seu corretouso, à luz da fé, ganha novo significado.” Documento 106 - CNBB, nº 29. GESTO CONCRETO Se você não participa de algum grupo, movimento ou pastoral, procure algum que se identifique, busque conhecer, e, se for possível, ingresse neste serviço para caminharmos juntos na edificação do Reino de Deus. Se você já faz parte, indique um grupo, movimento ou pastoral a alguém. AVISOS ORAÇÃO FINAL Animador: Ao final desse encontro, apresentemos a Deus a nossa gratidão. 1. Por todo o nosso clero, eligiosas leigos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 2. Por nossas comunidades, que em comunhão, vivem o ser igreja, como rede de comunidades. Todos: Bendigamos ao Senhor; 3. Pela nossa caminhada, pelas ações em favor do povo de Deus e por aqueles que lutam por justiça e igualdade. Todos: Bendigamos ao Senhor;


4. Pelos nossosdizimistas, que, generosamente contribuem com o que tem, para o bem da Igreja e dos irmãos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 5. Por todas as ações pastorais, missionárias e sociais que realizamos por meio do Dízimo. Todos: Bendigamos ao Senhor; Animador: Rezemos: Senhor, sei que sou vosso com tudo o que tenho. Consciente da responsabilidade na edificação do Teu Reino, da missão que confiaste à Tua Igreja,contribuo com o dízimo, assumo meu batismo e minha vocação, diante da abundante graça que realiza em minha vida, buscando uma proveitosa vivência da comunhão, participação e missão. O Espírito Santo que dotou Maria, Mãe da Igreja, com a plenitude da graça, fortaleça em nós a experiência de partilhar do fruto do nosso trabalho, do nosso tempo e do nosso talento, com generosidade e fidelidade. Assim seja, amém! Pai Nosso. Ave Maria Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo


Animador: Abençoe-nos o Deus Todo-Poderoso: Pai, Filho e Espírito Santo. Todos: Amém. Animador: Vamos em paz e que o Senhornos acompanhe. Todos: Graças a Deus.


ENCONTRO Nº 2: A DIMENSÃO ECLESIAL DODÍZIMO Dízimo como sinal de conversão“Eles eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações”(At, 2, 42) Orientação: Ao chegar, cada pessoarecebe a pétalade uma flor, na qual escreveráo que tema agradecer a Deus. No miolo da flor, estará escrita a Palavra Dízimo. ACOLHIDA Animador: Queridos irmãos e irmãs, na alegria da fé e chamados a viver nossa vocação, como graça e missão, aqui nos reunimos para refletirmos sobre o dízimo, sinal de conversão e gratidão a Deus, que generosamente tudo nos oferece. Assim, sejam todos bem vindos a nosso segundo encontro, quando vamos falar sobre a dimensão eclesial do dízimo e nos acolhamos cantando: Canto: Ref.: Oi, que prazer, que alegria o nosso encontrode irmãos:


1. É como um banho perfumado, gostosaé nossa união. 2. Sereno da madrugada, gostosaé nossa união. 3. Senhor, nos abençoa, gostosaé nossa união. 4. É vida que dura sempre, gostosaé nossa união. ORAÇÃO INICIAL Animador: Que bom estarmosaqui, partilhando da alegria e do amor que fazem de nós comunidade, conscientes da nossa missão, enquanto igreja e enquanto batizados. A dimensão eclesial do dízimo expressa esse compromisso, quando ao contribuir com o dízimo,não deixamos que falteo essencial à vida pastoral e celebrativa de nossa comunidade. Assim, contribuimos com o dízimo, porque somos gratos a Deus, que nos ama e nos oferece tudo o que temos. Todos: Benditoseja Deus, que em seu amor, cuidade nós! Animador: Bendizendo a Deus por seu amor para conosco, e reconhecendo o quanto ele é generoso, peçamos ao Espírito Santo que nos conduza nesse encontro. Canto ao Espírito Santo


Oração: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.Por Cristo Senhor Nosso. Amém Animador: Ao contribuírmos com o dízimo, reconhecemos a bondade de Deus, que generosamente nos oferece aquilo que temos. Por isso, nosso dízimo é um gesto de gratidão, mas também de compromisso com a comunidade, cuidando para que nada lhe falte. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor do próximo. Leitor 1: Na Palavra de Deus, muitas são as histórias de homens e mulheres que se colocam a disposição da comunidade, acolhendo a vocação, entregando sua vida a serviço. Ao contemplar o exemplo dessas pessoas, reconhecemos a bondade de Deus, na ação solidária e no comprometimento com a vida da comunidade Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da comunidade.


Leitor 2: A dimensão eclesial do dízimo é a dimensão da responsabilidade com a edificação da Igreja. Nasce do compromisso de que nada falte para que nossacomunidade possa realizar os seus projetos. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da comunidade. Animador: O dízimo é o reconhecimento do amor que Deus tem por cada um de nós. Todo amorfaz florescer o desejo de fazer o bem, em gestos concretos, que são capazes de transformar a vida das pessoas e da comunidade. Nesse momento vamosmontar a nossa flor do dízimo, expressando a nossa gratidão a Deus. (pode entoar um canto, se for propício) (Depois de montara flor, rezam juntos:) Oração: Senhor, nosso Deus, que, na Trindade, vive a comunhão que inspira a caminhada da Igreja, iluminea vida de nossas comunidades, para que vivamos a fraternidade dos filhos de Deus. Que nossas comunidades sejam lugar de acolhida e que todo batizado sinta-se membro da Igreja, corpo Místico de Cristo. Que todos nós assumamos a nossa missão, colocando os nossos dons a serviço da comunidade, na corresponsabilidade dos discípulos de Jesus, que com amor, fé


e compromisso fazem o Reino acontecer. Dai-nos a sensibilidade para acolher, amar e servir a todos, fazendo de nosso dízimo expressão de comunhão, participação e missão. Amém. TEMA DO DIA A DIMENSÃO ECLESIALDO DÍZIMO Animador: O dízimoé expressão de fé e sinal de compromisso com a Igreja, corpo místico de Cristo, como nos diz São Paulo na primeiracarta aos Coríntios: “Ora, vós sois o corpo de Cristo ecada um, de sua parte,é um dos seus membros.” I Cor 12, 27 Leitor 1: A Igreja é a nossa casa, onde partilhamos a fé, recebemos os sacramentos, convivemos como família de Cristo e caminhamos para Salvação. É justo que nos comprometamos com ela. Leitor 2: O dízimo é um gesto de comunhão, de partilha, de conversão e de gratidão. Ele expressa um sentimento de pertença à comunidade, que nasce da nossa consciência de batizados e da corresponsabilidade com essa comunidade, zelando para que nada lhe falte.


Leitor 1: Contribuir com o dízimo revelaum compromisso de fé,que é fruto da nossaexperiência com Deus, que tudo nos oferece, de forma generosa e cheia de amor. Assim, nos colocamos a disposição para servir à comunidade, oferecendo um pouco do que temos,não como obrigação ou preceito, mas como resposta consciente e comprometida com Deus e a comunidade. Leitor 2: Desse modo, como cristãos, devemos buscar o sentimento de pertença, gratidão e de corresponsabilidade das ações pastorais em nossa comunidade paroquial, compreendendoque ao assumir o compromisso de contribuir com o dízimo, nos dispomos a nos encontrar com o Senhore com a Igreja. Esse duplo encontro nos convida a uma verdadeira conversão, uma mudança de vida. Por isso o dízimo será sempre uma oportunidade privilegiada de, através de um gesto concreto, exercermos o amor fraterno, através do nosso coração. Leitor 1: Assim, somos nós que fazemos com que a comunidade tenha o suficiente para se sustentar, seja comprando velas, seja reformando salas, seja investindo na formação de lideranças. Cabe aos membros de cada comunidade sustentá-la, que fazemos atravésdo dízimo e


dasofertas, e deveriaser o suficiente para manter e sustentar o dia a dia da comunidade evangelizadora. Leitor 2: Por isso, o nosso dízimo expressa o compromisso e o cuidado que devemos ter como comunidade, lugar de encontro com o Senhor, casa de comunhãoe partilha. Desse modo, cada vez que entregamos o dízimo, cuidamos da comunidade, favorecemos a realização das celebrações e da missão. TEXTO BÍBLICO: LEITURA E MEDITAÇÃO Canto Meditação da Palavra: At 2, 42-46 REFLEXÃO Animador: A Palavra De Deus ilumina a nossa caminhada. A leitura de Atos dos Apóstolos nos narra o exemplo das primeiras comunidades cristãs e a forma como viviam a comunhão fraterna. Vamos partilhar essa palavra.


1. A comunidade é o lugar ao qual pertencemos e no qual vivemos a fé e a comunhão. Como temosvivenciado o ser comunidade em nossas vidas? 2. Os primeiros cristãos sentiam-se comprometidos com a comunidade, vivendo a partilha dos bens e dos dons. Nossas comunidades têm vivido esse mesmo espírito? 3. Como o dízimo tem nos ajudadoa viver a comunhão e a partilha, assumindoa co-responsabilidade pela Igreja? Canto: EU SOU DIZIMISTA 1. Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão. Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos. Ref.: Eu sou dizimista, eu sou! Vou ser dizimista, eu vou! Vamos partilhar o que Deus nos dá, todo o nosso amor! 2. Oh! Que maravilha, festa da partilha,sem obrigação! Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão. 3. Os irmãos carentes, pobres e doentes se alegrarão. Quando a nossa oferta for de mão aberta, for de coração.


OQUE DIZ A IGREJA SOBRE O DÍZIMO “O dízimo também tem uma dimensão eclesial. Com o dízimo, o fiel vivencia sua consciência de ser membro da Igreja, pela qual é corresponsável, contribuindo para que a comunidade disponha do necessário para realizar o culto divino e para desenvolver sua missão. A consciência de ser Igreja leva os fiéis a assumirem a vida comunitária, participando ativamente de suas atividades e colaborando para que a comunidade viva cada vez mais plenamente a fé e mais fielmente a testemunhe. Desse modo, cada fiel toma parte no empenho de todos e se abre para as necessidades de toda a Igreja. O dízimo também oferece condições às paróquias e comunidades de contribuírem de modo sistemático com a Igreja particular, mantendo vivo o sentido de pertença a ela.” Doc 106, Nº 30. GESTO CONCRETO Animador: Somos convidados a, partindo da nossa reflexão, contribuir, durante essa semana, com uma necessidade da comunidade.


AVISOS ORAÇÃO FINAL Animador: Ao final desse encontro, apresentemos a Deus a nossa gratidão. 1. Por todo o nossoclero, religiosas e leigos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 2. Por nossas comunidades, que em comunhão, vivem o ser igreja, como rede de comunidades. Todos: Bendigamos ao Senhor; 3. Pela nossa caminhada, pelas ações em favor do povo de Deus e por aqueles que lutam por justiça e igualdade. Todos: Bendigamos ao Senhor; 4. Pelos nossosdizimistas, que, generosamente contribuem com o que tem, para o bem da Igreja e dos irmãos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 5. Por todas as ações pastorais, missionárias e sociais que realizamos por meio do Dízimo. Todos: Bendigamos ao Senhor; Animador: Senhor, sei que sou vosso com tudo o que tenho. Consciente da responsabilidade na edificação do Teu Reino, da


missão que confiaste à Tua Igreja, contribuo com o dízimo, assumo meu batismo e minha vocação, diante da abundante graça que realiza em minha vida, buscando uma proveitosa vivênciada comunhão, participação e missão. O Espírito Santo que dotou Maria, Mãe da Igreja, com a plenitude da graça, fortaleça em nós a experiência de partilhar do fruto do nosso trabalho, do nosso tempo e do nosso talento, com generosidade e fidelidade. Assim seja, amém! Pai Nosso. Ave Maria Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo Animador: Abençoe-nos o Deus Todo-Poderoso: Pai, Filho e Espírito Santo. Todos: Amém. Animador: Vamos em paz e que o Senhornos acompanhe. Todos: Graças a Deus.


ENCONTRO Nº 3: A DIMENSÃO MISSIONÁRIA DO DÍZIMO Dízimo como meio de sustentação da ação evangelizadora da Igreja. Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai- os a observar tudo o que vos tenho ordenado” (Mt 28, 19-20) Orientação: O ambiente precisa estar preparadocom símbolos que representem o tema desse encontro: a cruz, sinal de generoridade e entrega; sandália, sinal dos passos dados pelos missionionários e missionárias e um cartaz escrito “ Igreja em Saída é uma Igreja sem fronteiras” para representar a nossa colaboração com a missão. ACOLHIDA Animador: Queridos irmãos e irmãs, na alegria da fé e chamados a viver nossavocação, como graça e missão,aqui nos reunimos para refletirmos sobre o dízimo, sinal de conversão e gratidão a Deus, que generosamente tudo nos


oferece. Assim, sejam todos bem vindos a nosso terceiro encontro, quando vamos falar sobre a dimensão missionária do dízimo e nos acolhamos cantando: Canto: AGORA É TEMPO DE SER IGREJA Agora é tempo de ser Igreja Caminhar juntos, participar Agora é tempo de ser Igreja Caminhar juntos, participar Somos povo escolhido E na fronteassinalados Com o nome do senhor Que caminhaao nosso lado Somos povo em missão Já é tempo de partir É o senhor quem nos envia Em seu nome a servir Somos povo,esperança Vamos juntos planejar Ser igreja a serviço E a fé testemunhar Somos povo a caminho Construindo em mutirão Nova terra, novo reino De fraterna comunhão


ORAÇÃO INICIAL Animador: Em nome do Pai, e do Filho, e do EspíritoSanto. Todos: Amém Animador: Que bom estarmosaqui, partilhando da alegria e do amor que fazem de nós comunidade, conscientes da nossa missão, enquanto igreja e enquanto batizados. A dimensão missionária do dízimo recai na finalidade de contemplar todo o sustento para que a evangelização aconteça de modo pleno na Igreja de Cristo. Assim, contribuimos com o dízimo,porque somos gratosa Deus, que nos ama e nos oferece tudo o que temos. Todos: Bendito seja Deus, que em seu amor, cuida de nós! Animador: Bendizendo a Deus por seu amor para conosco, e reconhecendo o quanto ele é generoso, peçamos ao Espírito Santo que nos conduza nesse encontro. Canto ao Espírito Santo Oração: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.


Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.Por Cristo Senhor Nosso. Amém Animador: Ao contribuírmos com o dízimo, reconhecemos a bondade de Deus, que generosamente nos oferece aquilo que temos. Por isso, nosso dízimo é um gesto de gratidão, mas também de compromisso com a comunidade, cuidando para que nada lhe falte. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor do próximo. Leitor 1: Na Palavra de Deus, muitas são as histórias de homens e mulheres que se colocam a disposição da comunidade, acolhendo a vocação, entregando sua vida a serviço. Ao contemplar o exemplo dessas pessoas, reconhecemos a bondade de Deus, na ação solidária e no comprometimento com a vida da comunidade Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da comunidade.


Leitor 2: A dimensão missionária do dízimo não nos deixa esquecermos de que, por sermos cristãos, somos também missionários e missionárias, não devendo ficarmos fechados em nossas casase nas nossas comunidades, mas sim, de que temos o compromisso de batizado de sair para ir ao encontro de quem ainda não participa e de quem ainda não conhece Jesus. Essa é a nossa missão! Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da humanidade. Animador: O dízimo é o reconhecimento do amor que Deus tem por cada um de nós. Todo amorfaz florescer o desejo de fazer o bem, em gestos concretos, que são capazes de transformar a vida das pessoas e da comunidade. Neste encontro, Senhor, pedimos que nos ensine a sermos servos úteis e bons semeadores dos dons e talentos que nos destes por Vossa Graça. Oração: Senhor nosso Deus, que, na Trindade, vive a comunhão que inspira a caminhada da Igreja, ilumine a vida de nossas comunidades, para que vivamosa fraternidade dos filhos de Deus. Que nossas comunidades sejam lugar de acolhida e que todo batizadosinta-se membro da Igreja, corpo


Místico de Cristo.Que todos nós assumamos a nossa missão, colocando os nossos dons a serviço da comunidade, na corresponsabilidade dos discípulos de Jesus, que com amor, fé e compromisso fazem o Reino acontecer. Dai-nos a sensibilidade para acolher, amar e servir a todos, fazendo de nosso dízimo expressãode comunhão, participação e missão. Amém. Todos: Amém TEMA DO DIA A DIMENSÃO MISSIONÁRIA DO DÍZIMO Animador: Dízimo é um compromisso de fé, pois está relacionado com a experiência de Deus e exprime a pertença efetiva à igreja, vivida em uma comunidade concreta. Leitor 1: Ser Igreja é estarmos atentos às necessidades uns dos outros, dos nossos irmãos e também das outras comunidades e paróquias irmãs. Ao contribuir com o Dízimo, estamos contribuindo com a Igreja e também com nossa Diocese/Arquidiocese, estabelecendo a comunhão universal nos projetos de solidariedade com outras paróquias


e comunidades da nossa Igreja. O Dízimo alicerça a vida comunitária e do fundo eclesial de comunhão e partilha. Leitor 2: A grande graça é nunca pensar em si, mas ter a abertura de coração para obeceder a Voz do Senhor que nos diz: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos, 16,15) Leitor 1: É preciso compreender o dízimo como meio de sustentação da ação evangelizadora da Igreja e que na sua dimensão missionária tem como destinação significativa na formação e envio de missionários e evangelizadores nas comunidades elecisias e missisonárias. Leitor 2: A ação missionária da Igreja preconizada pelo Papa Francisco, na Exortação Apostólica “Evangelii Gaudium” como uma "Igreja em Saída”, deve contemplar a todos os povos que conheçam e façam a experiência de Deus. Desta maneira todos nós batizados temos o compromisso de participar desta missão. Leitor 1: Assim, somos nós, que precisamos assumir nossa responsabilidade de dizimista na nossa comunidade e prover para o sustento das missões, não apenas na paróquia que pertencemos, mas também contribuir com as paróquiase


comunidades que carecem de recursos para realizar o propósito de Deus. Leitor 2: A ordem de Jesus para ir e fazer discípulos de todas as nações não é apenaspara pastores, missionários ou outros líderes consagrados. Cada cristão é chamado para pregar o Evangelho na sua forma de viver, falar e agir, dando bom testemunho de Jesus. Precisamos participar do plano de Deus para a salvação do mundo. Leitor 1: Parte do trabalho da Igreja é enviar e apoiar missionários para pregar o evangelho a quem ainda não foi alcançado. Isso pode ser no bairro vizinho ou do outro lado do mundo! Onde falta a alegria e a esperança da salvação, ali é um campo missionário. Leitor 2: Você foi chamado para fazer parte dessa grande missão. O Senhor lhe chamou, seja como missionário, seja apoiando missionários, seja colaborando na Igreja. Tenha um coração cheio do amor de Jesus,tenha um coração com ardor missionário.


Canto Meditação da Palavra: Mt 28, 19-20 REFLEXÃO Animador: A palavra de Deus nos encoraja e envia para a missão, e, por essa mesma Palavra,podemos sentir o amor de Deuspor cada um de nós e, na confiança do Pai, sermosseus discípulos missionários. Existimos para comunicar aquilo que vimos, aquilo que ouvimos no encontro com o Ressuscitado. Por isso, devemos assumir com responsabilidade a nossa pertença à Igreja e contribuir com generosidade e alegria nosso dízimo. 1. Como tenho me dedicadopara levar o Evangelho aos meus irmãos que ainda não o ouviram e não o conhecem? Como ser missionário diante dos desafios e enfrentamentos da vida urbana, moderna e atual? Tem respondido ao agrado de Deus.? 2. Ea minha corresponsabilidade para a missão onde não vou e não tenhocoragem, mas muitosirmãos levam a Boa Nova ultrapassando cidades, estados, países e continentes? 3. A minha fidelidadecom meu dízimo permite que a partilha


de recursos entre as paróquias-irmãs que não conseguem prover suas necessidades e precisam de colaboração para realizar a sua vocação? Canto: EU SOU DIZIMISTA 1. Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão. Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos. Ref.: Eu sou dizimista, eu sou! Vou ser dizimista, eu vou! Vamos partilhar o que Deus nos dá, todo o nosso amor! 2. Oh! Que maravilha, festa da partilha, sem obrigação! Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão. 3. Os irmãos carentes, pobres e doentes se alegrarão. Quando a nossa oferta for de mão aberta, for de coração. O QUE A IGREJADIZ SOBRE O DÍZIMO “O dízimo tem uma dimensão missionária. O fiel, corresponsável por sua comunidade, toma consciência de que há muitas comunidades que não conseguem prover suas necessidades com os próprios recursos e que precisam da colaboração de outras.O dízimo permitea partilha de recursos


entre as paróquias de uma mesma Igreja particular e entre as Igrejas particulares, manifestando a comunhão que há entre elas. Doc 106, nº 31. GESTO CONCRETO Animador: Diante da reflexão da dimensão missionária do Dízimo, somos convidados, essa semana, para anunciar a Palavra de Deus a um amigo ou parente que está precisando da Palavra de Deus e de colaborar com um grupo da nossa paróquia que está realizando missões. AVISOS ORAÇÃO FINAL Animador: Ao final desse encontro, apresentemos a Deus a nossa gratidão. 1. Por todo o nossoclero, religiosas e leigos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 2. Por nossas comunidades, que em comunhão, vivem o ser igreja, como rede de comunidades. Todos: Bendigamos ao Senhor;


3. Pela nossa caminhada, pelas ações em favor do povo de Deus e por aqueles que lutam por justiça e igualdade. Todos: Bendigamos ao Senhor; 4. Pelos nossos dizimistas, que, generosamente contribuem com o que tem, para o bem da Igreja e dos irmãos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 5. Por todas as ações pastorais, missionárias e sociais que realizamos por meio do Dízimo. Todos: Bendigamos ao Senhor; Animador: Rezemos: Senhor, sei que sou vosso com tudo o que tenho. Consciente da responsabilidade na edificação do Teu Reino,da missão que confiaste à Tua Igreja, contribuo com o dízimo, assumo meu batismo e minha vocação, diante da abundante graça que realiza em minha vida, buscando uma proveitosa vivência da comunhão, participação e missão. O Espírito Santo que dotou Maria, Mãe da Igreja, com a plenitude da graça, fortaleça em nós a experiência de partilhar do fruto do nosso trabalho, do nosso tempo e do nosso talento, com generosidade e fidelidade. Assim seja, amém!


Pai Nosso. Ave Maria Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo Animador: Abençoe-nos o Deus Todo-Poderoso: Pai, Filho e Espírito Santo. Todos: Amém. Animador: Vamos em paz e que o Senhornos acompanhe. Todos: Graças a Deus.


ENCONTRO Nº 4: A DIMENSÃO CARITATIVA DO DÍZIMO “Dai-lhes vós mesmos de comer.” (Mt 14,16) Orientação: Preparar uma ambiente com alguns alimentos, caderno, caneta, cobertor, roupas, material de algum curso profissionalizante. Todos simbolizando a caridade em ajudar, mas também em promover os nossos irmãos. ACOLHIDA Animador: Queridos irmãos e irmãs, na alegria da fé e chamados a viver nossa vocação, como graça e missão, aqui nos reunimos para refletirmos sobre o dízimo, sinal de conversão e gratidão a Deus, que generosamente tudo nos oferece. Assim, sejam todos bem vindos ao nosso quarto encontro, onde vamos falar sobre a dimensão caritativa do dízimo, e nos acolhamos cantando: Canto: Dizimo é partilha, amor, Fé, contribuição. Quando dou meu dízimo, dou tambem meu coração (bis)


1. Dizimo é partilhar, um pouco dos bens. Ajudar sem terra, sem teto tambem.Com certeza é matar a fome de alguem (2x) 2. Aoser Dizimista, sim, posso dizer,que tenho a graça de dar e receber. É esse o milagre de Dizimista ser (2x) ORAÇÃO INICIAL Animador: Em nome do Pai, e do Filho,e do Espírito Santo. Todos: Amém Animador: Que bom estarmos aqui, partilhando da alegria e do amor que fazem de nós comunidade, conscientes da nossa missão, enquanto igreja e enquanto batizados. A dimensão caritativa do dízimo expressa esse compromisso, quando, ao entregarmos o dízimo,não deixamos que falte pão e dignidade na vida das pessoas. Assim, contribuimos com o Dízimo, porque somos gratos a Deus, que nos ama e nos oferece tudo o que temos. Todos: Benditoseja Deus, que em seu amor, cuida de nós! Animador: Bendizendo a Deus por seu amor para conosco e reconhecendo o quanto ele é generoso, peçamos ao Espírito Santo que nos conduza nesse encontro.


Canto ao Espírito Santo Oração: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.Por Cristo Senhor Nosso. Amém Animador: Ao entregarmos o dízimo, reconhecemos a bondade de Deus, que generosamente nos oferece aquilo que temos. Por isso, nosso dízimo é um gesto de gratidão, mas também de compromisso com a comunidade, cuidando para que nada lhe falte. Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor do próximo. Leitor 1: Na Palavra de Deus, muitas são as histórias de homens e mulheres que se colocam a disposição da comunidade, acolhendo a vocação, entregando sua vida a serviço. Ao contemplar o exemplo dessas pessoas, reconhecemos a bondade de Deus, na ação solidária e no comprometimento com a vida da comunidade


Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da comunidade. Leitor 2: A dimensão caritativa do dízimo é a dimensão do compromisso com a outro. É o cumprimento da ordem: “Dai- lhes vós mesmos de comer.” Todos: Reconhecer a bondade de Deus é agir em favor da humanidade. Animador: O dízimo é o reconhecimento do amor que Deus tem por cada um de nós. Todo amorfaz florescer o desejo de fazer o bem, em gestos concretos, que são capazes de transformar a vida das pessoas e da comunidade. Neste encontro, peçamos ao Senhor que afaste de nós a falta de compromisso e o apego aos bens materiais. Oração: Senhor nosso Deus, que, na Trindade, vive a comunhão que inspira a caminhada da Igreja, iluminea vida de nossas comunidades, para que vivamos a fraternidade dos filhos de Deus. Que nossas comunidades sejam lugar de acolhida e que todo batizado sinta-se membro da Igreja, corpo Místico de Cristo. Que todos nós assumamos a nossa missão, colocando os nossos dons a serviço da comunidade, na corresponsabilidade dos discípulos de Jesus, que com amor, fé


e compromisso fazem o Reino acontecer. Dai-nos a sensibilidade para acolher, amar e servir a todos, fazendo de nosso dízimo expressão de comunhão, participação e missão. Amém. TEMA DO DIA A DIMENSÃO CARITATIVA DO DÍZIMO Animador: A vivência das primeiras comunidades nos mostra que “todos os crentes viviam unidos e possuiam tudo em comum. Vendiam terras e outros bens e distribuiam o dinheiro por todos de acordo com a necessidade de cada um.” (At 2, 44- 45). Leitor 1: A carta enciclica Deus caritas est nos afirma que, mesmo não sendo possível, com o crescimento da Igreja, manter essa forma radical de comunhão material, o núcleo essencial permanece:no seio da comunidade dos crentes não deve haver uma forma de pobreza tal que sejam negados a alguém os bens necessários para uma vida condigna. Leitor 2: O dízimo forneceo suporte financeiro necessário para a organização institucional da caridade na Igreja. As necessidades dos nossos irmãose irmãs não podem passarpor nós despercebidas.


Leitor 1: Na carta Deus caritas est, o papa emérito Bento XVI afirmou que a caridade com os pobres “é uma dimensão constitutiva da missão da Igreja e expressão irrenunciável da sua própria essência”. A Parábolado Bom Samaritano vem nos recordar que toda e qualquer pessoa que necessite de mim, pode ser o meu próximo. Basta um coração atento, disponível e caridoso. Leitor 2: A PrimeiraCarta de São João não nos deixa esquecer da indissolúvel relação entre amar a Deus e ao próximo. “Se alguem disser: ‘ Amo a Deus’, mas odeia seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê. Temosde Deus este mandamento: o que amar a Deus, ame também a seu irmão.”I Jo 4, 20-21 Leitor 1: Com a dimensão caritativa do dízimo é possível cumprir o que Jesus ordena:“Dai-lhes vós mesmos de comer.” É possível garantir, cada vez mais, através do compromisso de todos, que não haja necessitados entre nós. Leitor 2: Com a contribuição do dizimo do nosso tempo, do nosso talento, e do nosso tesouro garantimos que não haja necessitados nem de alimento, nem Da Palavra, nem de presença, nem de cuidado, muito menos de dignidade.


TEXTO BÍBLICO: LEITURA E MEDITAÇÃO Canto Leitura da Palavra Mt 14,13-21 REFLEXÃO Animador: A palavra De Deus ilumina a nossa caminhada. A leitura da primeira multiplicação dos pães mostra o quanto a nossa contribuição pode ser importante para que o milagre aconteça. Vamos partilhar essa palavra. 1. A fome ainda é, infelizmente, uma realidade na vida de muitos irmãos. Conhecemos alguém que passa fome? Como lidamos com essa realidade? 2. Com a entrega de cinco pães e dois peixes, foi possível alimentar uma multidão. Com a entrega do nosso dízimo, possibilitamos o milagre acontecer. Como percebemos nas nossas comunidades, essa ação concreta do dízimo? 3. Podemos, como comunidade cristã, com a entrega do dízimo do nosso tempo, talento e tesouro, saciar outras fomes (alémde comida) dos nossos irmãos?De que forma?


Canto: Eu sou dizimista 4. Tem que ser agora, já chegou a hora da condivisão. Deus é Pai da gente, fez-nos diferentes, mas nos quer irmãos. Ref.: Eu sou dizimista, eu sou! Vou ser dizimista, eu vou! Vamos partilhar o que Deus nos dá, todo o nosso amor! 5. Oh! Que maravilha, festa da partilha,sem obrigação! Deus é Pai bondoso, é tão generoso, multiplica o pão. 6. Os irmãos carentes, pobres e doentes se alegrarão. Quando a nossa oferta for de mão aberta, for de coração. OQUE DIZ A IGREJA SOBRE O DÍZIMO “O dízimo tem ainda uma dimensão caritativa, que se manifesta no cuidado com os pobres, por parte da comunidade. Uma das características das primeiras comunidades cristãs era que ‘entre eles ninguém passava necessidade’, pois tudo ‘era distribuído conforme a necessidade de cada um’” (At 4, 34-35). A atenção com os pobres e suas necessidades é uma característica da Igreja Apostólica. Ao reconhecerem a autenticidade do ministério de São Paulo,os apóstolos pediram que não se esquecesse dos pobres (Gl 2,10). Documento 106 - CNBB, nº32.


GESTO CONCRETO Animador: Visitar uma obra de caridade (abrigo, creche, casa de recuperação...), e conforme necessidade, e possibilidade, se comprometer com o trabalho realizado por eles. AVISOS ORAÇÃO FINAL Animador: Ao final desse encontro, apresentemos a Deus a nossa gratidão. 1. Por todo o nossoclero, religiosas e leigos. Todos: Bendigamos ao Senhor; 2. Por nossas comunidades, que em comunhão, vivem o ser igreja, como rede de comunidades. Todos: Bendigamos ao Senhor; 3. Pela nossa caminhada, pelas ações em favor do povo de Deus e por aqueles que lutam por justiça e igualdade. Todos: Bendigamos ao Senhor; 4. Pelos nossos dizimistas, que, generosamente contribuem com o que tem, para o bem da Igreja e dos irmãos. Todos: Bendigamos ao Senhor;


5. Por todas as ações pastorais, missionárias e sociais que realizamos por meio do Dízimo. Todos: Bendigamos ao Senhor; Animador:. Rezemos: Senhor, sei que sou vosso com tudo o que tenho. Consciente da responsabilidade na edificação do Teu Reino,da missão que confiaste à Tua Igreja, contribuo com o dízimo, assumo meu batismo e minha vocação, diante da abundante graça que realiza em minha vida, buscando uma proveitosa vivência da comunhão, participação e missão. O Espírito Santo que dotou Maria, Mãe da Igreja, com a plenitude da graça, fortaleça em nós a experiência de partilhar do fruto do nosso trabalho, do nosso tempo e do nosso talento, com generosidade e fidelidade. Assim seja, amém! Pai Nosso. Ave Maria Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo Animador: Abençoe-nos o Deus Todo-Poderoso: Pai, Filho e Espírito Santo. Todos: Amém. Animador: Vamos em paz e que o Senhornos acompanhe. Todos: Graças a Deus.


Referências:

O dízimo na comunidade de fé: orientações e propostas.

Documentos da CNBB 106


Exortação Apóstolica Evangelii Gaudium

A alegria do Evangelho.

Editora Paulinas


Vocação: Graça e Missão

Texto Base. EdiçõesCNBB

2 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


Enviar Mensagem

Obrigada pela messagem.
bottom of page